Sol de setembro à noite (Te amo às vezes) – Vídeo e letra – Compositora Paola de Balzac

Letra: Sol de Setembro à noite (Te amo às vezes)

Minto que não te quero

Finjo que não te espero

Mas enquanto não chegas

Troco mil vezes de roupa

Passo um batom na minha boca

E ponho o meu melhor perfume francês.

Refrão:

Mas se me perguntas se eu te amo

Digo que “talvez” ou “só de vez em quando”

Não olho fotografias

Pra não pensar em você

Porque é mais sobre quem somos

Que o que fomos ou podemos ser.

Vigio a noite vazia

Dessa cidade pacata

Mas justo naquele dia

Todos os carros

Passaram em frente

À minha casa

(Só porque eu te esperava!)

(Refrão)

Meu coração acelera

Um barulho, e quem era?

Era só o pipoqueiro!

Eu continuo à espera

Vi alguém na janela

Era só um fofoqueiro

Aqui nessa rua sem graça

Onde a vida não passa

Se eu bem me lembro

Passou o mundo inteiro

Naquele dia…

O Presidente, o Papa,

Até o Papai Noel em Setembro

Passou primeiro

E você não aparecia!

(Refrão)

Enfim, uma luz dobrando a esquina

Eu, fingindo descaso

Com o seu atraso

Mas a mulher brava

Já virou menina

Reduz e pisca o farol

Abre a porta, era o sol

Na noite de setembro

Aqui na minha casa

Você era a lua, era o sol,

Era fogo, era luz, era brasa

Hoje acesa, amanhã apagada.

(Refrão)

Com tudo já decorado

Você do meu lado

Digo: Não te quero!

– Não mente, menina!!!

O abraço apertado,

Pés de bailarina

O sorriso sincero no rosto

Tudo me denuncia!

Que não resisto ao seu jeito

De homem tão sério

Tão cheio de histórias,

Paixão e saber,

E cantando Cartola

Era todo mistério

De um livro por ler…

… que eu gosto de ler

Que eu gosto de ler

Que eu gosto de ler

Que eu gosto de ler!

(Refrão)

Só porque eu não te amo

Dei-te eu inteira e o meu corpo

Imagina se te amasse

O que não te daria?!

Conheça outras composições minhas aqui.

Sugestão do Google pra você :

Restaurante num barco em Paris

Achei hoje essas fotos que, afinal, acho que nunca publiquei. É de um restaurante num barco, que fotografei quando estive em Paris, achei muito romântico!

Se a comida desse restaurante é boa? Não faço a mínima ideia! Turistei em Paris da forma mais econômica possível, então só fui a restaurantes duas vezes, rs

Sugestão do Google pra você :

Nossa cultura africana

Dançando “Sodade” da Cesária Évora, me pergunto qual a razão de as pessoas desconhecerem tanto aqui no Brasil a bela e encantadora cultura africana, nossa mais legítima raiz.

Por que conhecemos tão pouco a nossa bela e encantadora cultura africana?

Qual a razão de sabermos tanto mais da cultura americana por exemplo, e consumirmos tanto tudo o que nos mostram, mas não manifestarmos o mesmo interesse por conhecer e prestigiar a cultura do continente que afinal é a nossa raiz?

Foi uma reflexão que fiz cedo no meu instagram:

“Hoje estamos de Cesária Évora, a grande dama da morna! .

“SODADE… DESS NHA TERRA SÃO NICOLAU” .

Não quero ser injusta quanto às minhas percepções, mas eu tenho a sensação que, quando vivi em Portugal tive uma proximidade com a África muito maior do que aqui no Brasil, onde todos nós praticamente temos descendência africana.

Cesária Évora - Nossa cultura africana
Cesária Évora

Digo isso porque, se eu falo aqui de Cesária Évora, por exemplo, quase ninguém ouviu falar, enquanto que em Portugal todo mundo não só conheceu como tirava o chapéu. Se falo de Mia Couto, esse grande escritor, nem adianta eu fazer a piadinha referente à semelhança com o Chuck Norris, porque ninguém ia entender.

Os entendidos que me expliquem: é um problema de falta de cultura ou é mesmo consequência do racismo todo esse desinteresse por prestigiar a cultura africana? Sabemos tanto da América, nos interessamos tanto pelos Estados Unidos e consumimos com tanta força tudo o que vem de lá, e por que as pessoas desconhecem tanto o que é, afinal, a nossa legítima raiz?.

Culpa da televisão, do sistema, da política? Hoje não temos a internet, nos dando livre acesso ao mundo?

Pesquisem… há conteúdos maravilhosos que estão perdendo…”

Cantando “Sodade” da Cesária Évora

Também hoje, para fechar o domingo, peguei o violão e cantei um bocadinho da música mais conhecida da Cesária Évora: Sodade.

Peguei rapidinho de ouvido, coisa que nunca fiz bem nem no modo demorado, kkkk, mas foi só mesmo para sentir essa nostalgia gostosa…

Vídeos estão também no meu canal no youtube: http://www.youtube.com/c/paoladebalzac

A nossa cultura africana: o que afinal conhecemos dos países do continente africano?

“Nossa” é porque também eu, apesar de toda a proximidade que Portugal me proporcionou, ainda sinto que o que sei sobre o continente africano é ainda muito pouco, ou seja, algo a melhorar!

Lá vai um exemplo: tenho certeza que você sabe o nome do Presidente atual dos Estados Unidos e que até seria capaz de reconhecer o topete dele na rua caso ele andasse pela sua vizinhança…

Todavia você sabe, por exemplo, qual o nome do presidente da República do Congo? Quantos artistas americanos você conhece, e quantos angolanos? Meros exemplos.

Amo o belo, e amo, inclusive, essa proximidade que hoje a internet nos dá.

–> Gostou desse post? Talvez queira ver outros na categoria Arte e Cultura.

Sugestão do Google pra você :

Ronaldo Fraga em Juiz de Fora

Só agora consegui tempo para baixar as fotos da câmera. Foi no dia 16 de agosto, fui em Juiz de Fora ao Cine Theatro Central para assistir a palestra do estilista Ronaldo Fraga na Semana Raimbow da UFJF.

palestra do Ronaldo Fraga
Ronaldo Fraga no Cine Theatro Central

Na palestra, o estilista falou sobre a moda também como instrumento político, de ideias e ideais, e também como cenário de inclusão.

Ronaldo Fraga em Juiz de Fora
Ronaldo Fraga Semana Raimbow Juiz de Fora
Moda Ronaldo Fraga
estilista ronaldo fraga
Sugestão do Google pra você :

Vídeo: Por que fazer tantos cursos diferentes?

Sugestão do Google pra você :

Vídeo: DIY: Caixa rústica a custo quase 0 (com caixa de leite e rolos de papel higiênico

Assista aqui: https://youtu.be/viZhI7my5WY

Sugestão do Google pra você :