Sol de setembro à noite (Te amo às vezes) – Vídeo e letra – Compositora Paola de Balzac

Letra: Sol de Setembro à noite (Te amo às vezes)

Minto que não te quero

Finjo que não te espero

Mas enquanto não chegas

Troco mil vezes de roupa

Passo um batom na minha boca

E ponho o meu melhor perfume francês.

Refrão:

Mas se me perguntas se eu te amo

Digo que “talvez” ou “só de vez em quando”

Não olho fotografias

Pra não pensar em você

Porque é mais sobre quem somos

Que o que fomos ou podemos ser.

Vigio a noite vazia

Dessa cidade pacata

Mas justo naquele dia

Todos os carros

Passaram em frente

À minha casa

(Só porque eu te esperava!)

(Refrão)

Meu coração acelera

Um barulho, e quem era?

Era só o pipoqueiro!

Eu continuo à espera

Vi alguém na janela

Era só um fofoqueiro

Aqui nessa rua sem graça

Onde a vida não passa

Se eu bem me lembro

Passou o mundo inteiro

Naquele dia…

O Presidente, o Papa,

Até o Papai Noel em Setembro

Passou primeiro

E você não aparecia!

(Refrão)

Enfim, uma luz dobrando a esquina

Eu, fingindo descaso

Com o seu atraso

Mas a mulher brava

Já virou menina

Reduz e pisca o farol

Abre a porta, era o sol

Na noite de setembro

Aqui na minha casa

Você era a lua, era o sol,

Era fogo, era luz, era brasa

Hoje acesa, amanhã apagada.

(Refrão)

Com tudo já decorado

Você do meu lado

Digo: Não te quero!

– Não mente, menina!!!

O abraço apertado,

Pés de bailarina

O sorriso sincero no rosto

Tudo me denuncia!

Que não resisto ao seu jeito

De homem tão sério

Tão cheio de histórias,

Paixão e saber,

E cantando Cartola

Era todo mistério

De um livro por ler…

… que eu gosto de ler

Que eu gosto de ler

Que eu gosto de ler

Que eu gosto de ler!

(Refrão)

Só porque eu não te amo

Dei-te eu inteira e o meu corpo

Imagina se te amasse

O que não te daria?!

Conheça outras composições minhas aqui.

Sugestão do Google pra você :

Enfim, a internet por fibra ótica

Ah, eu já contei aqui sobre como foi toda a minha novela para ter internet em casa. Depois de ter vivido 13 anos num país onde ter internet era tão comum como ter o ar para respirar, sendo que desde os últimos anos que morava lá eu já usava a internet por fibra ótica, aqui foi uma grande luta nesses últimos 7 anos.

Mas enfim… como já contei, algum tempo atrás acabei mudando para uma internet por rádio, porque era a única possível aqui no meu bairro para além da Oi, da qual eu já estava mais que cansada e esgotada, principalmente de ter que falar tantas vezes com o atendente virtual para nada resolver.

Mas veja que enfim, depois de 7 anos, chegou a fibra ótica aqui e já vieram instalar!

Fiquei lá fora com a minha cachorra, aguardando ansiosamente, vigiando para ver se o carro ia passar (para que eu não tivesse que prender meus cachorros cedo, vai que atrasassem!). E conforme desconfiei, demoraram – deu até tempo de vestir uma calça antes, aliás, daria tempo de experimentar todo o guarda-roupa, coisas do Brasil! -, mas o importante é isso: agora já tenho internet por fibra ótica em casa!

Aviso aos estimados clientes que mantive a mesma senha.

Sugestão do Google pra você :

Lembranças de Paris: Fotos

Há duas coisas pelo menos que ninguém pode nos roubar: o conhecimento que adquirimos e as viagens que fizemos.

Louis Vuitton Paris
Foto num bairro francês onde fui visitar uma amiga portuguesa e sua filha
PARIS- photo by paola de balzac
Arco do Triunfo
Sugestão do Google pra você :